Notícias em Destaque

Arquidiocese organiza 33ª Semana do Migrante em BH – 24 a 30 de junho


21/06/2018

A partir do tema “A vida é feita de encontros”, a Igreja Católica realiza, na Capital Mineira e em sua Região Metropolitana, a 33ª Semana do Migrante, de 24 a 30 de junho. A ideia é promover a aproximação dos mineiros da realidade dos migrantes e refugiados que são acolhidos em Belo Horizonte ou nas cidades vizinhas – haitianos, congoleses, peruanos, colombianos, entre outros. A programação contempla momentos de oração, momentos de diálogo e reflexão, feira de artesanato e de alimentos, oportunidade para apresentar o trabalho dos migrantes e refugiados e apresentações culturais.

O número de migrantes e refugiados tem crescido na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A concentração maior é de haitianos. Estudos realizados nos anos de 2010 e 2011, apresentam uma estimativa de cerca 3 mil migrantes dessa nacionalidade. Em 2015, segundo o Governo de Minas Gerias, esse número já havia alcançado a marca dos 5 mil migrantes.

Para ampará-los, o Serviço Jesuíta a Migrantes Refugiados de Belo Horizonte desenvolve inúmeras atividades – orientações e assessoria para a regularização migratória, suporte para a obtenção de documentos, assessoria jurídica, preparação para o mercado de trabalho, encaminhamento a programas sociais, acompanhamento familiar e psicológico, ensino da Língua Portuguesa e distribuição de roupas. No ano de 2016 e 2017, O Serviço Jesuíta a Migrantes e Refugiados de Belo Horizonte realizou cerca de 13.000 atendimentos – média de 6.500 por ano. Em 2018, de janeiro até maio, 1.700 atendimentos foram realizados.