Notícias em Destaque

Papa: Sangue de Cristo ensina a doar a vida aos outros

O Papa Francisco propôs três aspectos, para o caminho de fé e de apostolado dos membros do Preciosíssimo Sangue: coragem da verdade, atenção com todos e capacidade de fascinar e comunicar.

Manuel Tavares - Cidade do Vaticano

O Papa Francisco concluiu suas atividades na manhã deste sábado (30/6), recebendo na Sala Paulo VI, no Vaticano, cerca de 3.000 participantes no Encontro promovido pela Família do Preciosíssimo Sangue, composta pelas Sociedades de Vida Apostólica, Institutos religiosos masculinos e femininos e Associações de Leigos, que se inspiram na espiritualidade do Sangue de Jesus.

Em seu discurso aos numerosos presentes, o Santo Padre disse que o mês de julho, que está para iniciar, é consagrado ao Preciosíssimo Sangue de Cristo e recordou:

“Desde os primórdios do Cristianismo, o mistério do amor do Sangue de Cristo fascinou muitas pessoas, inclusive seus santos Fundadores e Fundadoras. Eles cultivaram esta devoção colocando-a como base das suas Constituições, porque entenderam, com a luz da fé, que o Sangue do Redentor é fonte de salvação para o mundo”.

O sangue, explicou o Papa, é o sinal mais eloquente para manifestar o amor supremo da vida entregue aos outros. Esta doação repete-se em todas as celebrações Eucarísticas, como nova e eterna Aliança, derramado por todos em remissão dos pecados:

“A meditação do sacrifício de Cristo nos leva a fazer obras de misericórdia, dando a nossa vida por Deus e pelos irmãos. A meditação do mistério do Sangue de Cristo, derramado na cruz pela nossa salvação, nos conduz aos sofredores, excluído