Notícias em Destaque

Ajuda da Igreja Católica comove refugiados muçulmanos e gera conversões


Roma, 17 Jul. 18 / 05:15 pm (ACI).-

Um frade franciscano que vive nas ilhas gregas narrou como o testemunho de caridade da Igreja Católica comove os refugiados muçulmanos provenientes do Oriente Médio e inclusive motiva muitos a serem batizadas.

Pe. John Luke Gregory, Vigário Geral da Arquidiocese de Rodas, Guardião e Pároco da Custódia da Terra Santa, contou ao Grupo ACI que atualmente nas ilhas gregas de Cos "temos cerca de dois mil refugiados, em Leros, outros dois mil e, em Rodas, aproximadamente cem".

Explicou que "ainda estão chegando porque os problemas na Síria, no Afeganistão, no Iraque, no Irã ainda não acabaram. Também estamos recebendo muitos curdos, entre os quais há várias crianças".

"Entre os refugiados que chegam há poucos cristãos. 99% são muçulmanos", indicou o sacerdote inglês, que visita estas pessoas com um grupo de voluntários várias vezes por semana.

Nesse sentido, disse que para os refugiados "é algo surpreendente" ver um católico os atendendo.

"Querem saber por que fazemos isso. Eles me dizem 'mas nós não somos cristãos'. Eu lhes digo: 'não me importo se vocês não são cristãos, vocês foram criados por Deus, o Deus único e verdadeiro'. Quem vem recebe", assinalou.