Notícias em Destaque

Mãe de 9 filhos comove o Papa Francisco na Estônia

Redação da Aleteia | Set 25, 2018

Ela vive em um lar de caridade, ajudada por freiras católicas num país em que apenas 0,5% da população é católica

Durante a visita pontifícia do Papa Francisco aos três países bálticos, Lituânia, Letônia e Estônia, um testemunho o deixou especialmente comovido no dia de hoje: o de uma mãe de 9 filhos que vive em um lar de caridade e cujo esposo ficou três anos preso.

Marina deu o seu depoimento na Catedral de São Pedro e São Paulo, situada em Tallinn, a capital estoniana. Na Estônia, apenas 0,5% da população é católica. Uma maioria de cerca de 75% se declara sem religião. Entre os cristãos, a maioria é ortodoxa, seguida pelos luteranos. Foi na capital desse país amplamente secularizado que o Papa se reuniu com pessoas ajudadas por obras de caridade mantidas pela Igreja – entre essas pessoas, Marina.

Ela contou, que há treze anos, as Missionárias da Caridade foram fundamentais para ajudar a família durante uma fase crítica:

“Foi graças a elas que o meu esposo e eu vivemos juntos hoje, com dificuldades, mas tranquilos, cuidando da nossa grande família”.