Notícias em Destaque

O apostolado católico voltado às pessoas que sentem atração pelo mesmo sexo


Redação da Aleteia | Out 26, 2018

Courage.org

"Courage" acolhe pessoas homossexuais que desejam lidar com esta atração a partir da perspectiva do Evangelho e da Teologia do Corpo

Uma leitora de Aleteia entrou em contato com a nossa equipe para solicitar uma ajuda especial: ela gostaria de compreender e lidar melhor com a sua atração sexual por outras mulheres mediante um conhecimento mais profundo e objetivo da perspectiva católica sobre a sexualidade humana.

Essa perspectiva católica se enraíza na proposta do Evangelho sobre a vivência virtuosa da castidade, que é um convite a todos os cristãos independentemente de atração sexual e de estado de vida. No vasto tesouro de ensinamentos católicos sobre a beleza, a harmonia e a sacralidade do corpo humano, um dos recursos mais famosos e iluminadores é a Teologia do Corpo, que contou com inestimável enriquecimento durante o pontificado do Papa São João Paulo II.

Além dos ensinamentos como tais, existem na Igreja diversas iniciativas voltadas a auxiliar os fiéis a transformarem os princípios em prática no dia-a-dia. Uma dessas iniciativas é o apostolado Courage, presente em dezenas de países.

O apostolado Courage

O apostolado católico Courage (Coragem) é um grupo de apoio espiritual e fraternal dirigido por sacerdotes e composto por leigos e leigas católicos que se sentem atraídos por pessoas do seu mesmo sexo, que desejam compreender melhor a origem e as causas dessa atração e que almejam viver castamente em conformidade com os ensinamentos da Igreja Católica Apostólica Romana sobre a homossexualidade.

O Courage não é um programa de “reorientação sexual”, mas de autoconhecimento, de aprofundamento na perspectiva cristã católica sobre a sexualidade e a castidade e, primordialmente, de crescimento espiritual integral. Os participantes do apostolado também procuram sanar feridas e traumas ligados à sua dimensão sexual com apoio espiritual e psicológico, visando vivenciar na castidade, de forma plena e realizadora, a sua masculinidade e feminilidade de acordo com os planos de Deus e os ensinamentos da Igreja.